Piolhos: como tratar?
SAÚDE

17 Janeiro 2020

Piolhos: como tratar?

Piolhos: como tratar?

A época escolar é muitas vezes sinónimo de infestação de piolhos, principalmente em famílias com crianças pequenas. Saiba mais sobre a pediculose e como a erradicar!

O que são piolhos?

Os piolhos são insetos parasitas que se hospedam em zonas com pêlo, sendo o couro cabeludo a zona mais frequente, causando comichão e pequenas reações alérgicas. Rapidamente, estes reproduzem-se e multiplicam-se, sendo que ao fim de poucas semanas ocorre uma verdadeira infestação que tem que ser controlada ou poderá prolongar-se durante meses e contaminar quem nos rodeia.


Como surgem os piolhos?

Dado que os piolhos não voam, o contágio é feito pelo contacto direto com pessoas infectadas ou através da partilha de objetos pessoais contaminados como pentes, chapéus, acessórios para o cabelo, etc.


Geralmente as crianças são mais afetadas pois brincam juntas e partilham este tipo de objetos. 


Ao contrário do que se pensa, ter piolhos não significa que haja falta de higiene, sendo que qualquer pessoa pode ser infectada.

Aliás, os piolhos aderem melhor em cabelos limpos, sem gordura ou resíduos.


Claro está que, a falta de higiene no cabelo, posteriormente, favorece o aparecimento de infeções mais graves. E, por outro lado, uma higienização correta e frequente permite uma detecção precoce destes parasitas bem como a sua remoção.


Qual a diferença entre piolhos e lêndeas?

As lêndeas são os ovos dos piolhos e podem ser vistas a olho nu, pois são esbranquiçadas, na região da nuca e atrás das orelhas, principalmente.

Quanto aos piolhos, estes são mais difíceis de localizar, pois camuflam-se e movem-se pelo cabelo.


Quais são os principais sintomas?

O sintoma principal é bem conhecido e reconhecido - a incomodativa e pouco discreta comichão. Ao picarem o couro cabeludo para se alimentarem, os piolhos injetam uma substância que provoca prurido e comichão. Feridas e crostas no couro cabeludo são também sintomas comuns da pediculose.


Como tratar piolhos e lêndeas?

É possível, e já existem alguns produtos no mercado (como o Paranix spray repelente, que cria uma película protetora no cabelo impedindo a fixação dos piolhos), prevenir a infestação de piolhos, no entanto, e como não existe um protocolo nacional de prevenção, é complicado fazê-lo de forma individual pois se estivermos rodeados de pessoas infetadas, a probabilidade de também sermos infectados, mesmo utilizando produtos de prevenção, é grande.


Desta forma, é sempre importante ter à mão produtos que eliminam os piolhos e lêndeas, assim que estes sejam detectados, por forma a evitar uma infestação grave. 


Para as meninas de cabelos longos, o ideal são as loções de tratamento, pois são mais fáceis de espalhar no cabelo. O  Stop Piolhos loção para cabelos longos 100 ml + oferta 1 pente possui um spray doseador que cobre facilmente todo o cabelo, desde a raiz até às pontas, e, como não contém inseticidas químicos, os riscos de desenvolvimento de resistências por parte do piolho ou de alergias por parte da criança, são menores. E, graças ao pente incluído, consegue facilmente remover os piolhos mortos.


Os champôs são a alternativa mais prática pois matam os piolhos ao mesmo tempo que lavam o cabelo. O Paranix champô de tratamento de lêndeas e piolhos 200 ml e o Elimax champô para piolhos e lêndeas 100 ml, lavam e matam os piolhos e lêndeas enquanto protegem contra reinfestação. Ambos estes produtos também não contêm inseticidas.



Estes produtos não necessitam de receita médica mas, em caso de dúvida, pode aconselhar-se com o Farmacêutico Online My Pharma Spot.



Para garantir o uso correto e assegurar a eficácia do tratamento deve seguir todas as instruções de utilização e aplicação do mesmo. 


Geralmente estes produtos são aplicados no cabelo e couro cabeludo, sem esquecer a zona atrás das orelhas e nuca. O passo seguinte é pentear o cabelo com um pente fino para remover os piolhos e lêndeas, sendo que estes vêm incluidos na maior parte dos produtos.


Normalmente é recomendado repetir o tratamento 7 ou 10 dias depois, pois é o tempo que uma lêndea demora a eclodir. 


Para completar o tratamento, e garantir que a sua casa fica livre de piolhos, deve lavar a roupa que tenha sido utilizada nos últimos dois dias, a roupa de cama, toalhas e peluches com que o seu filho tenha mais contacto, a uma temperatura superior a 60º (ou limpar a seco). Não esquecer de desinfetar escovas, pentes ou acessórios para o cabelo. 


Por fim, é importante que avise a escola, e os familiares que tenham tido contacto com a criança, que o seu filho tem pediculose. Lembre-se, não há motivo para ter vergonha, os piolhos não escolhem as cabeças que vão atacar por condição socioeconómica! 


Só dando o alerta a escola e os outros pais poderão estar atentos aos sintomas e evitar uma contaminação geral. 



________

Fontes: Serviço Nacional de Saúde e Instituto CUF


Deixe o seu comentário sobre este artigo

O formulário foi submetido com sucesso.
Campo de preenchimento obrigatório.
Campo de email inválido
Campo com limite máximo de caracteres
Este campo não coincide com o anterior
Campo com limite mínimo de caracteres
Ocorreu um erro na submissão, por favor reveja o formulário.

* Campos obrigatórios.