Doenças reumáticas: os melhores suplementos ao seu dispor
SAÚDE

19 Outubro 2020

Doenças reumáticas: os melhores suplementos ao seu dispor

Doenças reumáticas: os melhores suplementos ao seu dispor

As doenças reumáticas são doenças inflamatórias, auto-imunes, degenerativas e outras que, de um modo agudo ou crónico, envolvem, predominantemente, os ossos, as articulações, os músculos, tendões, ligamentos, etc., podendo também afectar o tecido conjuntivo em qualquer parte do organismo e dar as mais variadas manifestações (coração, pulmão, tubo digestivo, rim, etc.).


De forma a não confundir conceitos, é importante frisar que não existe reumatismo, mas sim doenças reumáticas. Estas são inúmeras (existem mais de 100 doenças reumáticas!), variadas e o seu tratamento difere de umas para as outras.


As mais prevalentes e conhecidas são a artrite reumatóide, lúpus eritematoso sistémico, espondilartrite anquilosante, gota úrica, osteoartrose, osteoporose, fibromialgia e lombalgias.

Cada doença reumática tem sinais e sintomas específicos. Porém, existem queixas comuns às várias doenças reumáticas, como dor (cuja intensidade e localização varia de doença para doença), limitação de movimentos, calor e inchaço das articulações e fadiga.

 

A prevalência das doenças reumáticas oscila entre 8 e 12% da população em geral, sendo a mais comum a osteoartrose. As doenças reumáticas são a primeira causa de doença no homem, são o primeiro motivo de consulta médica e são a primeira causa de incapacidade para o trabalho.


Em Portugal, as doenças reumáticas têm uma prevalência de 56%, sendo estas responsáveis por 40 a 60% das situações de incapacidade física prolongada e perda de autonomia, por 43% de absentismo no trabalho e por 35-41% de reformas antecipadas devido a doença, que custam mais de 900 milhões de euros por ano.


Estas doenças têm globalmente um enorme peso económico nos sistemas de saúde: na Europa, a despesa pública com estas doenças totaliza mais de 200.000.000.000€ por ano (custos que incluem diagnóstico, tratamento, medicamentos, cuidados, dispositivos auxiliares, diminuição da produtividade e ausência do trabalho).


Assim, para além do impacto individual, estas doenças têm um grande impacto global, pelo que a prevenção é de extrema importância.

 

De acordo com a Liga Portuguesa Contra as Doenças Reumáticas, existem várias medidas que devemos adotar no dia-a-dia e que ajudam a poupar as articulações:


  • Evitar o excesso de peso e, se necessário, fazer dieta para atingir um peso adequado;
  • Escolher cadeiras que ofereçam apoio lombar;
  • Sentar-se confortavelmente;
  • Praticar exercício físico moderado;
  • Ter um colchão firme e plano e uma almofada macia e baixa se dormir virado para cima, se dormir de lado a almofada deverá ser mais alta;
  • Escolher sapatos com uma base de apoio larga, salto baixo e sola de borracha;
  • Se possível, viajar de elétrico ou de comboio e evitar os transportes trepidantes;
  • Enquanto estiver sentado a trabalhar, deve mudar frequentemente de posição;

 

Dado que as doenças reumáticas são muito distintas e o seu tratamento variável, o tratamento inicial passa muitas vezes por atenuar os sintomas como a dor articular. Existem vários suplementos no mercado, e na My Pharma Spot, que podem ser utilizados para esta finalidade, e como primeiro recurso. Se tem algum dos sintomas mencionados acima deverá sempre consultar o seu médico para que este, através de um diagnóstico efectuado, lhe possa indicar o melhor tratamento para si.

 

Os suplementos mais utilizados são à base de glucosamina, condroitina, ácido hialurónico e/ou vitamina C, sendo que varia entre eles a concentração e a combinação destas substâncias. E porquê que estas substâncias são importantes para as articulações?

 

As articulações são compostas por vários elementos: osso, cartilagem, tendões, entre outros. A peça central da junta é a cartilagem, que amortece as extremidades dos ossos nas articulações. 


Esta é composta principalmente por água (70%), colagénio, glucosamina e condroitina. E o que acontece em muitas doenças reumáticas – principalmente na osteoartrose – é a diminuição da produção das substâncias que constituem e lubrificam as articulações, fazendo com que atividades normais como caminhar ou levantar-se, provoquem dor.

 

Estudos indicam que a toma de glucosamina diminui a dor em pacientes com osteoartrose e artrite reumatóide. A suplementação com glucosamina e condroitina é segura, não obstante, existem certas pessoas que devem evitar: grávidas e mulheres a amamentar, diabéticos, alérgicos aos crustáceos, e pessoas com prescrição médica para tomar medicamentos anticoagulantes, pois estas substâncias podem diluir o sangue.


O ácido hialurónico é uma substância inócua na maioria dos casos, e também não se registou qualquer interacção com remédios. Relativamente ao colagénio, não se registou casos de interacções com medicamentos; ter somente em atenção se a pessoa é alérgica à fonte utilizada, normalmente animal. Nesses casos, existem suplementos obtidos a partir de fontes vegetais.


Podemos encontrar basicamente dois tipos de suplementos de colagénio:

- Colágeno hidrolizado, cuja dose recomendada diária seria de 10 mg, podendo tomar junto à comida.

- Colagénio não hidrolizado, cuja dose seria 40 mg uma vez por dia.

               Para que estes suplementos tenham a máxima eficácia, o ideal é tomar 2 a 3 vezes por dia, para que a sua absorção seja maior.

               Também a suplementação com ácidos gordos polinsaturados n-3 (Ómega-3) e EPA é benéfica na redução da infamação e no alívio dos sintomas de doenças reumáticas com predominância de inflamação, como a artrite reumatóide.

 

- Glucosamina Glusina 1500 mg Pó para Solução Oral - 60saquetas - Ref: 5026026

 

Este medicamento tem como substância ativa o Sulfato de Glucosamina (1500 mg) sob a forma de pó para solução oral. A sua toma reduz os sintomas como dor e limitação da função, bem como estimula as células formadoras de cartilagem, contribuindo para atrasar ou até parar o processo degenerativo característico de algumas doenças reumáticas.

 

- Movendo granulado oral - 26 saquetas - Ref: 7395517

 

Um suplemento alimentar sob a forma de granulado oral, com 1500 mg de Sulfato de Glucosamina e 1200 mg de Sulfato de Condroitina, bem como Vitamina C, que contribui para a normal formação de colagénio para o adequado funcionamento das cartilagens.

 

- Structomax Pó para Solução Oral- 28 saquetas - Ref:7376012

 

Structomax é um suplemento alimentar que ajuda a manter a flexibilidade das articulações e tendões. Retarda a degeneração articular e preserva a integridade da cartilagem, assegurando uma boa mobilidade. Em duas saquetas, existem 1500 mg de Sulfato de Glucosamina, 1200 mg de Sulfato de Condroitina, 100 mg de Extracto de Harpagophytum e 10 mg de Ácido Hialurónico.

 

-Advancis Ómega-3 Super EPA - 30 cápsulas - Ref: 7391698

 

Apesar de suplementos com ómegas e EPA/DHA terem indicação de utilização a nível cardiovascular, cada vez mais se estudam os benefícios da sua utilização noutras patologias, nomeadamente em doenças reumáticas, devido à sua alta capacidade anti-inflamatória.


Fontes:

Direcção Geral de Saúde em: https://www.dgs.pt/documentos-e-publicacoes/doencas-reumaticas-manual-de-auto-ajuda-para-adultos.aspx

Liga Portuguesa contra as doenças reumáticas em: https://www.lpcdr.org.pt/

Deixe o seu comentário sobre este artigo

O formulário foi submetido com sucesso.
Campo de preenchimento obrigatório.
Campo de email inválido
Campo com limite máximo de caracteres
Este campo não coincide com o anterior
Campo com limite mínimo de caracteres
Ocorreu um erro na submissão, por favor reveja o formulário.

* Campos obrigatórios.