#CrueltyFree - os produtos amigos dos animais

A defesa do bem-estar e dos direitos dos animais tem ganho adeptos a cada dia e, por isso, há cada vez mais marcas a adoptar políticas Cruelty Free, ou sem crueldade animal.

 

O que são produtos cruelty free? 

Os produtos cruelty free são produtos que não são, ou utilizam ingredientes, testados em animais.
Além de serem a alternativa ética e justa, os testes não realizados em animais (como análises simuladas em computador, tecidos criados em laboratório a partir de células humanas ou testes em pessoas) são muitas vezes mais baratos e eficazes!

 

No entanto, ainda existem países que exigem que os produtos sejam testados em animais para serem vendidos no seu território, como é o caso da China. Ou seja, há muitas marcas que não fazem testes em animais na Europa mas, para poderem vender na China, autorizam que os seus produtos sejam testados em animais em fábricas chinesas para o efeito. Isto faz com que a marca, apesar de se opor aos testes em animais, perca o direito ao título Cruelty Free.

 


Como identificar produtos Cruelty Free

Para verificar se um produto é 100% Cruelty Free pode consultar os sites de organizações como a Cruelty Free International ou a PETA, que disponibilizam uma lista das marcas que se comprometem a não realizar testes em animais, por si próprios ou recorrendo a terceiros, nem comprar a fornecedores que o fazem.

Essas empresas são sujeitas a rigorosos processos de auditoria para verificar se cumprem os parâmetros exigidos e assim obter a denominação cruelty free.


 

O sector da beleza e os testes em animais

Para dar alguns exemplos, no sector da cosmética despontam a cada dia novas Cruelty Free ou mesmo Vegan (sem crueldade / veganas) e as grandes multinacionais reinventam-se para criarem gamas amigas do ambiente. A Dove, por exemplo, é uma das gigantes no mercado da cosmética que aderiu ao selo cruelty free da PETA. Por seu lado, a Garnier apresentou recentemente uma linha bio – à base de produtos biológicos – e vegan, amiga do ambiente. A marca anunciou que tem a certificação da Ecocert Greenlife, que garante que os produtos não têm conservantes, silicones, químicos e corantes sintéticos.

 

O estudo Eurobarómetro de 2015, descobriu que, a nível europeu, cerca de 59% dos consumidores admitem estar dispostos a pagar mais por um produto que não tenha sido testado em animais ou que tenha em consideração o bem-estar animal. Uma tendência em pleno crescimento, como fica fácil perceber.

Deixe a tua opnião, spotter

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados

Shop now

You can use this element to add a quote, content...